terça-feira, 8 de março de 2011

Boneca


Eu passei meu tempo na torre de tiro do castelo, em meu estado previamente inacabado.
As memórias dos pecados que cometi já se desvaneceram.
Andando perdida pela floresta, virando aqui e ali,
Eu finalmente fui arrastada pelo meu cabelo louro e presa em uma prisão de pedra.
Todo dia esse sonho vem a mim. Então este sonho deve ser real.

Eu nasci em uma fornalha, eu fui feita a partir do ferro.
Não possuo uma alma, e eu não compreendo essas coisas que chamam de amigos.
As pessoas a quem chamo de pai, de mãe - eu também não compreendo.
Mas há uma única coisa.
Quando eu sou cortada, e vejo o sangue vermelho fluir, eu posso voltar a ser humana.

Eu não tenho emoções.
Elas não são importantes para mim, então um dia eu as queimei.
Eu escolherei um mestre e me tornarei sua serva, me ajoelharei diante dele, ser abusada e chicoteada, desprezada;
É assim que quero viver.

Essas são as coisas importantes para nós.
Olhos da cor de ametistas
Com sombras formadas por longos cílios escuros.
Lábios perfeitamente vermelhos.
Bloomers para proteger nossa castifdade.
Para corrigir nossos corpos, um corset.
Como um vaso de rosas,
Vestidos com camadas e camadas de babados.
Curativos para ferimentos mais profundos.
Livros, de onde essas ilusões vieram. Sadismo...
Uma pequena e meiga boneca desumana.
Uma vela e um castiçal.
Eles apontam dedos para nós e riem, com muitos outros
Aquele que me amam apenas um pouco.
As bonecas de juntas duras com que brincar.
Ursos de pelúcia com o estofado vazando.
E a única coisa com a qual ver através da realidade, um espelho.

Algum dia talvez até mesmo nós nos apaixonemos.
E nesse momento, talvez nós nos tornemos humanas.
Mas até lá, nós devemos revelar
Este mundo cheio de falhas.

Mas estas garotas sonhadoras, até conhecerem o dia em que devem crescer
São um pouco como aquelas de um livro ilustrado...

Nota de Faith: Isso não é tão estranho quanto parece. Muitas das coisas no livro do qual "Boneca" foi extraído devem ser lidas como ficção, uma história em si mesma, então não acho que ele está sugerindo que é assim que uma lolita real deve ser. É apenas uma história; uma boa, feliz e bizarra história.

Créditos:
Original:
Novala Takemoto
Tradução para o inglês: Faith
Tradução para o português: Valentine

7 comentários:

  1. oláa Ichigo!
    ^^
    primeiro quero agradecer pela visita no blog. E agora qro agradecer pelas dicas.. eu reeditei o post já, se vc quiser dar uma olhadinha ^^
    é dificil a gente que nao entende do assunto acaba se enganando muito, desculpe =/
    mas agora está td certo eu acho.. rs
    e vc nao é nada inconveniente! eu agradeço mesmo ^^

    *.*

    ResponderExcluir
  2. O novala tem umas piras muito estranhas, mas eu adoro os textos dele mesmo assim <3

    ResponderExcluir
  3. Mesmo que ninguem soubesse, eu desconfiaria dele usar dorgas só de ver o que ele escreve.

    ResponderExcluir
  4. Legal, não conhecia esse texto.
    Eu costumo gostar bastante dos textos do Novala, e esse não é exceção.

    ResponderExcluir
  5. é um texto muito diferente mesmo.
    mas gostei, nunca tinha lido. ^^
    me lembrou um pouca a boneca Lala do D.Gray Man...
    ou talvez eu esteja assistindo animes demais ultimamente =)

    ResponderExcluir
  6. O novala tem umas piras muito estranhas, mas eu adoro os textos dele mesmo assim <3 (2)

    As vezes me sinto meio louca por isso, mas o que ele escreve é o que há *O*

    ResponderExcluir