sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Dicas para conservação e uso da sua anágua

Dicas para conservação e uso da sua anágua

A anágua é a peça mais importante no guarda-roupa de uma lolita, pois é ela quem garante o volume da saia e define a silhueta do estilo. As anáguas variam de corte, comprimento e formato de acordo com o subestilo e o modelo do vestido específico. Os materiais mais utilizados são tule, organza e filó, podendo acompanhar ou não algum material de forro.

Existem anáguas de diversas cores, mas as mais comuns são branco e preto. Recomenda-se que, para uma primeira anágua, você escolha o branco, pois possibilita que você a use com uma variedade maior de peças (uma anágua preta por baixo de uma roupa clara pode deixar uma “sombra”).

A seguir algumas dicas de como conservar e usar sua anágua.

- Guarde-a com o máximo de espaço possível, para que ela não amasse ou perca o volume. O ideal é que você não a dobre, mas se não tiver outro jeito, dobre UMA vez ao meio. Mais do que isso certamente prejudicará o volume da anágua.

- Quando notar a anágua um pouco murchinha uma dica é pendurá-la de ponta-cabeça do lado de fora do guarda-roupa. Isso separará um pouco as camadas, deixando-as mais “soltas”.

- Você pode engomá-la regularmente para deixá-la mais rígida, mas faça um teste antes num pedaço de tule ou outro tecido antes (você não quer estragá-la na primeira tentativa, não é?).

- A anágua é uma roupa de baixo, ou seja: não deve ser usada sozinha e recomenda-se que não deixe aparecer por baixo da barra da saia (salvo algumas exceções, quando a barra é decorada com rendas). Corte suas anáguas, faça uma barra ou prenda-as, se necessário.

- O comprimento da anágua varia, mas é importante que ela não seja muito mais curta ou mais comprida do que a saia. Uma anágua muito comprida ficará aparecendo (e, como já vimos, não é recomendável). Uma anágua muito curta pode deformar a saia, deixando um formato diferente do tradicional “sino”.

[EDIT: 31/10] A Feh fez uma pergunta que achei bastante pertinente, então vou incluir a resposta no post :)

"como lavar a anágua sem murchar?"
- Então... acho meio difícil sujar a anágua para que ela precise ser lavada e se você lavá-la ela certamente irá murchar. Mas para minimizar esses efeitos recomendo lavar a mão, não centrifugar e deixar secar à sombra, de ponta cabeça e virada do lado avesso. Depois, engome para passar. :)

Se sua anágua chegou a um ponto em que não importa o que você faça, ela não recupera um pouco do volume, significa que sua anágua “morreu”. Mas não se preocupe! Você não precisa enterrá-la ;D Você pode usar com outra anágua para adicionar um volume extra ou usar a anágua mais murcha em outfits casuais, que não requerem uma saia tão armada.

No mais, nunca deixe seu guarda-roupa lolita sem uma boa anágua :D


Postado às 14:40

sábado, 17 de outubro de 2009

Atualizando tudo

Atualizando tudo :D

Hoje é dia de atualizações :D Bom, não que eu tenha algum comprometimento aos sábados para isso, mas já atualizei livejournal, fotolog, poupée, floodei o twitter, postei na Daily Lolita (do orkut e do LJ)... Estou com uma preguiça tremenda agora, mas não queria deixar de atualizar aqui também.

Fiz um flickr para por algumas fotos lolita e de uns badulaques. Quando eu fizer comidas bonitas outra vez tiro fotos (faz tanto tempo que não faço cupcakes D:)

Também fiz um we♥it depois de ler a respeito no blog da Valentine ♥ Basicamente é um site onde você adiciona imagens que você gosta a sua galeria (você guarda elas no seu "coração", não é lindo e gay? *o*). Na minha galeria praticamente só tem lolita e coisas de morango :D

Aiai... acho que eu sou dependente de comentários ou algo assim ._. Isso explica o porque de postar em tantos lugares? Huh... Por favor, comentem que eu vou ficar feliz :33


Foto tirada hoje :)
(e já postada em um monte de lugares :X)


Postado às 23:36

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Lolita, anime e mangá

Lolita, anime e mangá

Quando se trata de lolita mangá e anime são, quase sempre, fontes de referências duvidosas. Sim, há centenas de personagens por aí que usam roupas que podem até lembrar lolita, mas não são. Que fique bem claro que eu não odeio anime e mangás: eu adoro! Não acho que é culpa dos mangakás que exista gente que ache que cosplay de Rozen Maiden e lolita são basicamente a mesma coisa, até porque nos mangás eles não falam: "Minha personagem é lolita", ou coisa assim. Geralmente o que acontece é os fãs verem uma personagem com saia rodada, babados e algum laço e "Oh! Lolita! :O"

Pelo que me lembro, a primeira associação que vi entre lolita e anime foi numa matéria sobre Death Note na revista NeoTokyo. Não me lembro quem foi o autor da matéria, mas ele fez o favor de dizer que a Misa era adepta do estilo gothic lolita (que, segundo o autor, "para os padrões ocidentais, é mais que cafona"). Ok, ele nem sabe o que é lolita E insultou o estilo. Além disso não tinha nenhuma imagem da Misa que sequer lembrasse lolita na matéria toda. Mas sabe qual é o maior problema? A NeoTokyo é, provavelmente, a melhor e maior revista sobre anime e mangá do país e imaginem quantas pessoas não leram (e acreditaram) que a Misa é lolita? Muito legal da parte dele não ter pesquisado um mínimo que fosse e deixar possivelmente milhares de pessoas achando que minissaia, meia arrastão e decotes enormes são lolita. Pois é... repórteres que não se interessam pelo assunto e/ou têm preguiça sempre nos ajudando pra caramba ¬¬'

Ah! E mesmo que um personagem use lolita de verdade... copiar a roupa dele não é lolita, é cosplay. Lolita é moda, não simplesmente um hobby, e cosplay não é um estilo.

A seguir listei alguns exemplos de personagens que são muitas vezes - erroneamente - tidos como lolita (e explicarei porque não é lolita).

Chii (Chobits)


A Chii, embora seja muito fofinha e tudo, usa umas roupas que até poderiam ser lolita... mas sempre tem um decotão, ou é super curta, os deixa as costas nuas. Ou você usa lolita ou você é sexy, não vejo como dá pra ser as duas coisas (usar lingerie e headdress não é uma opção - oi, Kioni :D).



Rozen Maiden


Embora haja uma associação entre lolitas e bonecas (que eu acho bonitinho *-*), bonecas não são, necessariamente, lolita. Algumas das bonecas em Rozen Maiden usam saias muito compridas (vide Suisei Seki) ou com modelagens que se reproduzidas fica muito óbvio que é cosplay (Suigintou) e, principalmente, as cores são pouco vistas em lolita. O tom de verde da Suisei Seki é meio impraticável, e o amarelo... canário (?) da Canaria (que não está nessa foto) também não é a coisa mais elegante do mundo.



Princess Ai


Eu juro, juro, que não sei de onde tiraram que isso é lolita '-' É curto, rasgado, sexy... Me lembra um pouco o "punktorian" da Emilie Autumn, mas não lolita (aliás, já vi uma pessoa que acha que a Emilie Autumn vestida de fada é lolita, e me excluiu do orkut quando eu falei que não era :D). O pior de tudo foi ver que em alguma parte do mangá (quando o autor, desenhista ou alguma outra pessoa envolvida na produção escreve para os leitores) ele fala: "Adorei desenhar o estilo lolita gótica." É, pra melhorar a editora traduziu o termo \o/ Pesquisando nas imagens do Google eu até achei uma ou duas imagens que lembravam lolita, mas achei melhor colocar uma roupa que representassem melhor o tipo de roupa que ela usava normalmente. Como comentário pessoal, gostaria dizer que o mangá é uma droga e eu não recomendo a ninguém. A única coisa que salva é o character design da Yazawa Ai, falei.



Haruhi (Suzumiya Haruhi no Yuutsu)


Ah se eu ganhasse R$1 cada vez que visse alguém com cosplay dessa roupa da Haruhi achando que tá de lolita... *-* Já vi uma que mudou as cores, mas continua sendo muito óbvio de onde tirou o modelo.
Bom olha só: é decotado e muito curto. E, na minha opinião, essas fivelas, as fitas caindo, as meias listradas e mangas muito bufantes deixam com uma cara de ita... -_-' Não que sejam coisas itas em si, mas tudo junto... tenso.



Misa Amane (Death Note)


A Misa é um belo exemplo de lolita (no sentido de "ninfeta") gótica, ou, como eu gosto de falar, pirigótica. Ela é outra que abusa dos decotes, saias curtas, meia arrastão... além de fazer o tipo ninfeta burra. Pronto, uma pirigótica perfeita. Lembro de ver ela de lolita umas duas vezes (usando a mesma roupa, por sinal), uma delas foi no último episódio do anime. Legal que era um vestido meio ita também. No mangá não me lembro dela de lolita.




Sakura (Sakura Card Captor)


Já repararam que personagens com roupas lolitáveis são relativamente recorrentes nos mangás do CLAMP? Será que é por que os otakus do Japão tem tara por coisas fofinhas? Bom, não vem ao caso... (ou vem?)
A Sakura usa coisas muito bonitinhas mimimi, mas são as fantasias que a Tomoyo faz a cada carta Clow que ela vai capturar. Sim, são fantasias. E mesmo que se assemelhem com roupas lolitas "de verdade" elas sempre são um pouco curtas demais, ou usam mais cores, ou tem um corte mais cosplay mesmo.



Princess Princess


Segundo o mangá/anime, as roupas das princesas são feitas pelo Natashou-senpai, que é fã do estilo gothic lolita. Ok, tem umas roupas bonitinhas, tem umas mais ita e tem... vestido de noiva e uniforme de enfermeira também. Mesmo as roupas mais bonitinhas, se forem copiadas é cosplay. E lolita não é cosplay, óbvio.



Misato Uehara (NANA)


Ok, a Misato é uma lolita decente, tem grana pra burando e usa RHS originais da Vivienne. Acho que a menos que você copie o cabelo dela dificilmente te confundiriam com cosplay, provavelmente porque as roupas dela não lembram fantasias e são mais casuais. E só coloquei ela aqui para verem que nem só de itas vivem os mangás :D




Postado às 10:11

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Influências históricas do estilo

Esse artigo não foi escrito por mim, foi escrito por Manuella (que por sinal desapareceu do mapa e não sei por onde anda O_O) e retirado do Queen Victoria's Dolls.

Pois é, mais um Ctrl C + Ctrl V, mas ao menos creditado. Já vi alguns blogs copiando de lá sem ao menos citar a fonte, como se o texto tivesse sido escrito pelo dono do blog. Repulsivo.

Esse artigo é bastante interessante, afinal lolita não brotou do nada, e muito menos se originou de anime e mangá.


Influências históricas do estilo

"O estilo baseia-se em um visual semelhante ao de uma boneca de porcelana, mantendo um aspecto infantil lembrando assim uma criança vitoriana". Essas são as referências mais conhecidas do estilo, que se referem de uma maneira ou de outra à moda vitoriana infantil e juvenil. Porém o corte das roupas, os acessórios e detalhes são itens que muitas vezes remetem outras épocas que não a Era Vitoriana (que prevaleceu durante grande parte do século XIX).

O final do século XVIII, o Rococó, é comumente mencionado no estilo lolita, mas raramente vemos seus cortes em roupas do estilo: decotes quadrados, tecidos brilhosos, anquinhas laterais e mangas na altura do cotovelo são características básicas da moda feminina Rococó que não fazem parte do padrão lolita. O motivo pelo qual o estilo é relacionado ao Rococó deve-se à algumas marcas lolitas terem o mesmo exagero de rebuscada delicadeza e detalhes femininos que enfeitam os vestidos, tais como grandes laços, grande quantidade de renda e babados, colares e pulseiras de pérolas, e brocados (espécie de bordado feito no tecido que apresenta certo relevo). Há vestidos inspirados nesse período, embora não sejam vestidos típicos lolita - são mais como adaptações, utilizando as ‘regras básicas’ do estilo e mesclando com algumas características da época.

Há também uma suposta relação entre o modo ‘Rococó de viver’ e o modo ‘lolita de viver’, que seria devido ao modo luxuoso, despreocupado e “bucólico” em que as pessoas ricas da época viviam. Mas acreditamos que levar esse estilo de vida nos dias atuais é praticamente impossível, e não tem relação alguma com o estilo lolita, já que este é direcionado exclusivamente à moda, sem influenciar na maneira de agir daqueles que o adotam.

O início do século XIX teve pouquíssimas influências no estilo, mas os cortes da moda feminina são de grande valor para o Lolita; nesse período a moda visava um visual mais simples e elegante, e a saia não possuía qualquer tipo de armação. Outra característica da saia do vestido é o fato de começar logo abaixo do seio, detalhe que podemos notar em alguns vestidos lolita, provavelmente devido ao fato de a cintura alta ser uma característica da moda infantil. Esse corte na moda adulta, como acontece no lolita, só foi visto durante esse século. Foi nessa época, aliás, que a moda infantil começou a diferenciar-se da moda adulta.

Como muitos sabem, há muito da moda vitoriana permeando todo o Lolita: golas altas e rendadas, saias armadas, mangas bufantes, bonnets (espécie de chapéu que escondia o rosto de lado, geralmente de palha ou tecido) ricamente decorados, luvas e até mesmo tipo de tecido usado durante esse período. Ao contrário do que se pensa, no entanto, a moda infantil feminina vitoriana não é o conhecido lolita, mas provavelmente é a principal influência no estilo. Um bom exemplo é a saia infantil, que durante grande parte do período vitoriano permaneceu armada e no final desse período se assemelhou muito a saia característica lolita, pois sua altura não passava do joelho e era bastante cheia. Outra influência bastante popular na moda lolita é a gola-de-marinheiro, muito usada em roupas infantis vitorianas tanto masculinas quanto femininas. Mas há consideráveis distinções entre a moda infantil vitoriana e lolita - a moda infantil vitoriana seguia sempre o padrão da moda adulta; há muito da moda vitoriana menos popularizada que possa distingir o conceito da moda lolita em relação ao vitoriano, como por exemplo vestidos de cinturas baixa, vistos por volta de 1880.

Mas as influências não se limitam apenas na moda de séculos passados onde a moda era muito distinta da atual, podemos observar que muito do século XX está presente no lolita. Principalmente a década de 50, na qual a principal característica da moda feminina foram as saias armadas seguindo um formato bastante inovador para a época e muito usado no lolita, em formato de sino ou seja, crescente. Durante essa década a moda era muito feminina, especialmente para as adolescentes, que usavam saias de cintura alta na altura dos joelhos acompanhadas de sapatos de cela usados com meias soquetes, inovando assim a moda.

Não há como definir uma época padrão para o estilo lolita, a influência histórica é formada por um todo, contendo detalhes de diversos séculos anteriores mesclados com a moda atual formando assim um estilo completamente independente de qualquer tipo de regra "clássica" e ilimitado no quesito de criação.


Postado às 10:24