domingo, 20 de setembro de 2009

FAQ Lolita

Essa FAQ não foi escrita por mim, mas por ser concisa e bastante completa, acho que ela deveria circular pelo maior número de sites possível! (Informações corretas sobre lolita são preciosas).

Retirado do Queen Victoria's Dolls.

FAQ lolita

0- O que é uma FAQ?
FAQ é a sigla inglesa para Frequently Asked Questions, ou perguntas frequentes. Ou seja, um compêndio de perguntas que já foram feitas várias vezes ou dúvidas comuns, e suas respostas.


1- O que é Lolita?

Lolita é um estilo de moda originalmente japonês cujas origens remontam ao começo da década de 80 e teve seu auge no meio da década de 90. Inspiradas na cultura 'kawaii' (fofa; adorável; vulnerável) japonesa, na nostalgia de outros tempos - sejam períodos históricos ou simplesmente da própria infância - e com uma visão própria da moda romântica ocidental, as lolitas se dividem em vários subtipos, sendo alguns polêmicos e de existência controversa. Diversas vezes, certas lolitas têm uma visão um tanto quanto elitista com relação aos outros subgrupos - e quanto a quem elas não acham que deviam se chamar de "lolita".

Visualmente, o estilo pode ser superficialmente descrito como "fofo" e "inocente" , e embora essa seja a regra geral, existem exceções dependendo do subestilo e da própria lolita - classical lolita, por exemplo, é mais adulto. Na maioria dos casos, há também uma certa preocupação com parecer infantil, elegante ou modesta: não exibindo pele em excesso, não usando roupas muito curtas e evitando uma imagem sexualizada ou vulgar. Saias rodadas no comprimento do joelho, renda de boa qualidade, seja em quantidade moderada ou exagerada, linha de decote alta e tecidos pouco brilhosos são comuns em todos os estilos.

Independente do que se digaí, lolita é um estilo com características específicas e uma silhueta clara. Colocar uma saia com o formato errado ou um comprimento errado pode parecer original e uma quebra de convenções, mas na verdade está simplesmente saindo do estilo. Esteja à vontade para fazer misturas assim, mas chamá-las de 'lolita' pode acabar cvausando discussões de toda espécie.

O termo lolita (como moda) não possui relação direta comprovada com a Lolita de Nabokov. O uso da palavra lolita provavelmente é umas das apropriações de palavras estrangeiras cujo significado muda significativamente pelas quais os japoneses são conhecidos. (Talvez seja interessante notar que muitos termos japoneses também são apropriados pelos ocidentais em geral e muitas vezes também mudam se significado, como 'kodona' ou 'otaku.)


2- O que é Gothic Lolita?

Gothic Lolita (também abreviado como gl, gosuloli, gosurori e gothloli) é um dos muitos "gêneros" de Lolita - possivelmente o mais popular, a ponto do termo gothic lolita muitas vezes ser usado para abarcar todos os outros gêneros e ser confundido com um sinônimo de lolita.

O visual Gothic Lolita é inspirado na Era Vitoriana, e tipicamente inclui muito preto, algum branco e variações de azul escuro e cinza em tons sóbrios, renda, veludo, tafetá, um eventual corset, camafeus, e às vezes cruzes ou crucifixos. NÃO deve ser confundido com EGL.

O termo certo é Gothic Lolita, não Gothic & Lolita. O erro comum vem da revista Gothic & Lolita Bible - sendo que o "&" na revista indica que nem tudo lá "gothic" nem "lolita", mas relacionados a um ou ao outros.

Mana não criou o estilo Gothic Lolita, nem criou o nome.


3- O que é EGL?

EGL significa Elegant Gothic Lolita. É um termo cunhado por Mana, ex-guitarrista, compositor e líder da banda de visual kei Malice Mizer e atual guitarrista e compositor do projeto solo Moi dix Mois. O EGL representa a visão dele da Mulher Perfeita. Segundo a definição do próprio:

"A inocência de uma donzela, seu encanto, sua doçura,
E seu amor pela miséria alheia
Existe dentro de cada um de nós, e as memórias disto,
Transformadas na imagem de um estilo
É E.G.L [Elegant Gothic Lolita]
Com babados, laços e renda em profusão,
Como se fosse uma boneca antiga
Embora possa ser simplesmente uma criação de pura predileção
Busquei um vestido que faça-vos sentir que, em algum lugar, ele possui 'veneno'
E vos peço que testem as memórias de sua época de donzela."


EGL não é uma subdivisão do lolita, e não possui nenhuma subdivisão em si. EGL não é um estilo Lolita, mas a definição criada para a linha de roupas gothic lolita da loja pertencente a Mana, a Moi-même-Moitié. Ele não é o criador da moda lolita, embora seja parcialmente responsável por ajudar em sua difusão.

As lolitas que usam roupas da linha EGL costumam ser fãs de Mana, Malice Mizer e muitas vezes usam maquiagem mais pesada que as outras lolitas. Se comparado ao Gothic Lolita, no entanto, as roupas EGL podem ser consideradas mais formais e mais sóbrias em matéria de babados, laços e renda.


4- E EGA? Ou é a mesma coisa?

EGA significa Elegant Gothic Aristocrat e foi outro termo cunhado por Mana. Ao contrário do que muitos pensam, as lolitas japonesas só aceitam que o rótulo seja usado para as roupas da Moi Même Moitié. No entanto, o estilo original do qual as roupas EGA se baseiam, o aristocrat, está presente grifes Alice Auaa, Atelier Boz, Atelier Pierrot e Miho Matsuda, entre outras. Embora receba simplesmente o nome de 'aristocrat' no Japão, no Ocidente o estilo como um todo diversas vezes acaba englobado pela sigla EGA. Segundo Mana:

"Como a palavra aristocrata mostra,
a doutrina básica de E.G.A é a fusão do "belo e do sublime."
É masculino, é feminino
Não é masculino, nem feminino
Hermafroditismo, androginia
Enquanto buscando este tipo de charme neutro, é
Uma roupa escondida em incerteza e em sublimidade arrepiante
Este é o conceito de E.G.A (Elegant Gothic Aristocrat)
Aristocrático e digno de uma dama,
Como um anjo ou como um demônio,
A direção que tomar de vós depende."


As pessoas que vestem EGA às vezes são um pouco mais velhas que a média lolita. As saias costumam ser longas, e calças também são usadas. O corte das vestimentas é mais maduro, e há menor profusão de babados e renda, e poucos laços. A maquiagem também costuma ser mais adulta.


5- O que é a Gothic & Lolita Bible?

É uma revista de moda Lolita japonesa, abreviada como G&LB. Ela trata de coisas relacionadas tanto ao Gothic quanto ao Lolita (todos os subestilos), daí o "&" no centro. Traz dicas de moda, estilo, maquiagem, penteados, música e comportamento, os mais recentes lançamentos de grifes Lolita, ensaios fotográficos com astros do rock, pop e música eletrônica japonesa que se encaixem no conceito da revista (Praticamente todo número tem um ensaio com Mana e um com Kana ou Aya. Recentemente Hakuei tem aparecido muito também) e 'ícones' da cultura lolita, receitas, moldes e etc. O primeiro número da revista foi publicado pela editora Bauhaus, e os seguintes pela Index.


6- Essa é a única revista de moda lolita?

Não. A concorrência é liderada pela Gothic Lolita and Punk Brand Book, embora outras duas revistas proeminentes existam: Rococo - que teve apenas dois volumes publicados - e Clara Bow. Outras revistas que tratam do tema incluem a GosuRori (uma revista de moldes), Gothic & Lolita Bible Extra e Gothic & Lolita Hair and Make-up Bible. A revista de moda alternativa Kera muitas vezes tem lolitas estampadas em seus editoriais e fotos de rua, assim como a FRUiTS.


7- E livros com quilos de fotos para referência?

Existem muitos que retratam apenas a moda lolita e outros que falam dela e de outros estilos. Lolita Fashion Fancier, FRUiTS, Fresh FRUiTS e J-Rock Groupies (um título um tanto quanto polêmico) são bons exemplos. Os catálogos das principais grifes são obviamente boas referências também.


8- Quais são as principais grifes lolita?

Alice Auaa, Angelic Pretty, Atelier Boz, Atelier Pierrot, BABY, THE STARS SHINE BRIGHT, Black Peace Now, h. NAOTO, INNOCENT WORLD, Metamorphose Temps de Fille, Moi Même Moitié, Na+H, Putumayo e Victorian Maiden são algumas das mais conhecidas. Existem centenas de grifes de lolita dedicadas aos mais diversos subestilos. As principais grifes ligadas a cada gênero estão listadas nas descrições de cada um dos estilos.


9- Quem são os ícones lolita que você citou antes?

Os dois mais famosos ícones lolita são, discutivelmente, Novala Takemoto e Mana.

Novala Takemoto é um escritor, famoso no ocidente especialmente por Kamikaze Girls (Shimotsuma Monogatari, transformado em filme com Kyoko Fukada e Anna Tsuchiya nos papéis principais) estrelando como uma lolita e uma yankee, espécie de motoqueira de gangue japonesa. Ele escreveu vários livros e contos, escreve freqüentemente para a Gothic & Lolita Bible e também sai em photoshoots. Novala ainda assina uma linha de roupas e acessórios na loja BABY, THE STARS SHINE BRIGHT. Recentemente ele foi aos Estados Unidos, onde participou de um imenso chá com fãs selecionadas.

Mana é compositor, guitarrista, designer de roupas, e a mente criativa por trás do projeto solo Moi dix Mois e da extinta banda Malice Mizer. Ele é provavelmente a imagem mais conhecida de gothic lolita, com seus traços fortes e maquiagem trabalhada, mas esta não é a única faceta do estilo. Ele está presente em praticamente todas, se não todas, as Gothic & Lolita Bibles. Seu fãclube foi aberto para os fãs ocidentais em 2004.

Akinori Isobe, o lendário fundador da BABY, THE STARS SHINE BRIGHT, também é um bocxado idolatrado em certos meios.

Artistas famosos que freqüentemente se vestem no estilo lolita incluem Kana, uma polêmica cantora conhecida por fazer suas próprias roupas e mascotes e por cantar num tom curioso; Nana Kitade, que subitamente assumiu uma imagem punk lolita após alguns singles, vem mantendo-se dentro dos subestilos lolita, e recentemente julgou um concurso de visual lolita nos EUA; Aya, ex-guitarrista das bandas Psycho le Cému e Isabelle, também aparição freqüente na Gothic & Lolita Bible; Bou, o ex-guitarrista da banda Antic Cafe, que quase sempre se vestia no estilo, mas usando influências decora; Yue, ex-guitarrista do AILE, atualmente na banda Kanaetai e modelo da grife A+Lidel; Riku, um dos mais constantes modelos da Gothic & Lolita Bible e das grifes Putumayo e UNION JACK; e a dupla Kokusyoku Sumire, que são algo como garotas-propaganda da Angelic Pretty..


10- Quais são os outros estilos lolita?

Os mais comuns são:

Classical Lolita/Classic Lolita/Roriita - o estilo "original", com roupas em tons como esmeralda, vinho, chocolate, creme, variações bonitas de xadrez e florais, tecidos nobres, saias mais longas que as dos outros e acessórios elegantes, sem muitos babados, laços ou excesso de renda.

Sweet Lolita ou Amaloli é o estilo mais infantil e doce, com tons pastéis, estampas engraçadinhas com bichos, bolinhas, xadrezinhos, listras finas, sapatos, sorvetes, doces... qualquer padronagem "fofa" pode se encaixar desde que não saia dos padrões de cores e dos modelos engraçadinhos com fitas, laços e babados muitas vezes em profusão.

Punk lolita é um estilo difícil de funcionar bem já que o equilíbrio entre o agressivo do punk e o doce do lolita muitas vezes é prejudicado por certos elementos. Xadrez, combinações de preto e vermelho, listras, camisetas estampadas com motivos lolita, caveirinhas, correntes são muito comuns. As punk lolitas com visuais mais bem-sucedidos dificilmente abrem mão das saias rodadas, mangas fofas e/ou outros itens basicamente lolita de suas vestimentas.

Outros subestilos dignos de menção são o kurololi/shirololi/alguma-corloli (vestida inteiramente ou quase inteiramente na mesma cor, geralmente baseada em sweet), o himeloli (a lolita "princesa"), o country lolita (uma espécie de híbrido entre sweet e classical lolita - ou sweet lolita - em versão 'campestre', que usa de xadrezinho e estampas de frutas e flores, e acessórios de palha ou vime), e o erololi (lolitas com decotes um pouco maiores, saias mais curtas e um apelo um pouco mais maduro que suas 'irmãs' mais novas).


11- Por que você não listou o fantástico sunburned lolita ou o Elegant Gothic Yakuza (ou outro estilo completamente aleatório)???

Porque eles não existem. Vários estilos citados na Internet afora simplesmente são invenção de uma pessoa ou um grupo de pessoas - incluindo, raramente, marcas que fazem dadas linhas e as nomeiam e fãs que começam a usar a denominação como a do estilo ao qual a roupa pertence, como o EGL da Moi-même-Moitié ou o sailor lolita da Metamorphose Temps de Fille - para classificar umas poucas roupas e visuais ou para criar mais um subestilo com a intenção de definir melhor algo que já se encaixa (como, digamos, Alice lolita ou strawberry lolita). A maior parte das vezes, esses subestilos duvidosos não são sequer sonhados no Japão a não ser como conceitos individuais e de certos outfits (como strawberry lolita) e outros simplesmente não são sonhados no Japão (como industrial lolita) e embora ajudem a imagem mental de uns poucos, só servem para aumentar a dúvida geral.


12- E Kodona? Esse eu SEI que existe!

Kodona é um termo que foi usado uma vez pelo vocalista do Plastic tree, Ryuutarou, em entrevista a Gothic & Lolita Bible, para descrever seu próprio estilo. Fãs ocidentais começaram a considerar qualquer coisa parecida com este estilo (calças curtas, listras, camisas - na época) como "kodona", que literalmente significa kodomo + otona, criança + adulto. O termo nem sequer é conhecido no Japão, sendo apenas um ocidentalismo. O termo original e que usaremos neste site é ouji ("príncipe"), também conhecido como oujisama.


13- Então ouji é a versão masculina da lolita?

Não exatamente e não necessariamente. Ouji não tem que ser uma coisa ligada à lolita de forma inerente, tendo começado como um estilo separado e provavelmente derivado dos teddy boys ingleses tanto quanto dos meninos vitorianos, e em algum ponto influenciado pelos fãs de visual kei. No entanto, por sua imagem de menino e por sua freqüência entre fãs de lolita e em Harajuku, é certo que o ouji pode ser visto desta maneira.

O dandy da cena da moda japonesa atual também pode ser visto desta maneira.


14- Dandy?!

O dandy se inspira vagamente nas roupas usadas pelos verdadeiros dandies Vitorianos, homens de boa renda e fantástico senso estético, mas nunca pertencentes à nobreza. Ele também são influenciados pelo gótico e o punk, e por roupas masculinas clássicas de várias épocas. No entanto, ao contrário do dandy original, que tinha aversão à excentricidade e buscavam aparente simplicidade em suas roupas bem cortadas e feitas com tecidos luxuosos, os dandies vistos neste contexto são um tanto quanto exóticos.

Há quem defenda a existência de dois subtipos de dandy, o british style, que envolveria padronagem xadrez e jabots, e o gothic style, mais obscuro e similar ao aristocrat. No entanto, a linha que separa estes supostos subestilos é muito tênue e para os fins deste site, decidimos não tentar fazer esta separação. Há também quem diga que o dandy atual é uma vertente do ouji ou do aristocrat - no Japão, geralmente, não se faz distinção em termos de nome entre dandy e aristocrat.


15- Então o dandy é um homem adulto. E a mulher adulta, não existe?

Existe sim. Ela pode ser uma aristocrat, seguindo basicamente as mesmas premissas já descritas em EGA, ou um termo recente tirado da moda gótica japonesa, madam. As madams têm um quê de decadência contrastando com sua elegância, e freqüentemente usam saias longas ou com caudas, xales, peles, corsets e gargantilhas de renda ou canutilhos. Elas lembram mais cortesãs que nobres.


16- Lolita é cosplay?

Não. Lolita é um estilo. Cosplay é uma fantasia, e não moda. E, acima de tudo, não se faz cosplay de lolita, embora essa expressão seja usada por vezes - especialmente nos Estados Unidos e Europa - de maneira derrogatória para falar de quem se veste ocasionalmente (e geralmente sem colocar qualquer esforço em usar roupas bem-feitas, combinadas e no estilo) como lolita; alguém fantasiado de lolita, e não uma lolita 'de verdade'.

Falar de lolita como se fosse cosplay é uma maneira fácil e rápida de irritar boa parte das lolitas de qualquer lugar, especialmente as que levam a moda a sério e gostariam de se vestir ou se vestem segundo o estilo frequentemente.



Postado às 22:40

Nenhum comentário:

Postar um comentário